Buscar

COSMÉTICOS EFICIENTES FIDELIZAM MAIS: COMO O TAMANHO DA CARGA SUPERFICIAL INFLUENCIA NA EFETIVIDADE


A expectativa de aplicação de um cosmético que apresente resultados em um curto período de tempo está presente em grande parte dos consumidores. A praticidade e a efetividade se unem a valores ligados à sustentabilidade e ao minimalismo de recursos. A indústria cosmética, por sua vez, busca meios para atender a essas expectativas.


Pensando nessas dores, de ambos os lados, consumidor e formulador, apresentamos aqui uma solução: o controle da carga superficial de tamanho das nanopartículas garante ativos mais estáveis e com maior permeação, entregando resultados rápidos e efetivos ao consumidor. Isso torna o produto atrativo, possibilitando a fidelização do consumidor.


A tecnologia de encapsulação desenvolvida pela Nanovetores garante o controle da carga superficial e de tamanho das nanopartículas biopoliméricas e lipídicas, propiciando melhor substantividade e permeação dos ingredientes ativos à pele, cabelo e unhas, dependendo para qual finalidade o ativo foi desenvolvido.


Primeiramente, vamos tratar da permeação do ativo utilizado em produtos para cabelo, o Nano Liss, que proporciona ação de blindagem aos fios de cabelo e efeito disciplinador, reparando e conferindo brilho e maciez.


O cabelo danificado possui escamas que provocam rugosidade em sua superfície. Para a reparação dos fios, essa superfície precisa estar lisa, como a superfície de um espelho, através do qual a radiação incide e reflete luz. Com a rugosidade, os fios quebrados dispersam a luz e ela não é refletida com a mesma intensidade. Nesse sentido, as nanopartículas conseguem se aderir aos fios e preencher as escamas do cabelo danificado, alisando a superfície [1].


No caso do Nano Liss, devido ao tamanho reduzido, estabilidade e alta afinidade das partículas catiônicas (de carga positiva), o ativo consegue permear os fios e também ficar aderido na estrutura externa das fibras capilares [2], liberando os ativos de maneira eficiente e prolongada.


Além disso, devido à alta afinidade das nanopartículas biopoliméricas catiônicas aos fios e sua ação sinérgica com os ativos encapsulados, é formado um filme contínuo sobre a superfície capilar, reforçando a modelagem dos fios e conferindo alinhamento mecânico, brilho, reparação e sedosidade.


O Nano Liss é termo ativado (possui como gatilho de liberação a temperatura) e com a ação do calor, o biopolímero que compõe a partícula se funde formando uma película protetora no fio a qual promove, por ação física, um efeito de alinhamento progressivo.


O outro ativo que exemplifica a melhor permeação é o NV Ascorbic Acid, para o qual foi realizado teste de difusão em Célula de Franz para avaliar a absorção do ativo na pele quando comparada com a absorção do ativo na forma livre.


Com esse teste, buscou-se mostrar como a proteção do ativo em nanopartículas facilita a permeação do mesmo devido ao tamanho diminuto dos nanomateriais. Testes realizados utilizando a Célula de Franz analisam de maneira fácil se determinados produtos conseguem permear a pele. São amplamente utilizados para estudar a absorção das nanopartículas através da pele.


A Difusão em Célula de Franz é um modelo confiável para estudar difusão da pele, a fim de obter dados importantes como fluxo e tempo decorrido da permeação da substância testada [3].


Através do teste realizado foi analisada a concentração de ácido ascórbico permeado na pele após 8 horas de aplicação do ingrediente encapsulado e na forma livre. O ácido ascórbico encapsulado teve uma taxa de permeação 22% maior do que o ingrediente na forma livre.


Dessa forma, fica comprovado que as nanopartículas que protegem o ativo facilitam sua absorção na pele devido ao seu tamanho em escala nanométrica. Além disso, a encapsulação do ativo em nanopartículas garante estabilidade físico-química ao ácido ascórbico, otimizando sua formulação dermocosmética.


E dessa forma, o controle da carga superficial e o tamanho das nanopartículas resultarão em praticidade na formulação e garantia de permeação, proporcionando melhores resultados ao produto final.


Quer saber mais sobre esses ativos? Entre em contato conosco!


Referências

1. GARDENAL, I. Nanopartículas à base de produtos amazônicos dão brilho aos cabelos. Jornal da Unicamp.Campinas, out. 2011. Disponível em: https://www.unicamp.br/unicamp_hoje/ju/outubro2011/ju509pdf/Pag04.pdf. Acesso em: 18 ago. 2020.

2. ERENO, D. Beleza Fundamentada. Revista Pesquisa FAPESP, 146, p.80-85, 2008.17. INMETRO. Análise dimensional de nanomateriais utilizando microscopia eletrônica. 2017. 33 p. (Nota Técnica). Disponível em: http://www.inmetro.gov.br/metcientifica/pdf/Analise_dimensional_de_nanomateriais_utilizando_microscopia_eletronica_-_Nota_Tecnica.pdf. Acesso em: 07 out. 2020.

3. FILON, F.L.;et al. Nanoparticles skin absorption: new aspects for a safety profile evaluation. Regulatory Toxicology And Pharmacology, [S.L.], v. 72, n. 2, p. 310-322, jul. 2015. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.yrtph.2015.05.005.